Namoro com óleo de côco

0 Flares Filament.io Made with Flare More Info'> 0 Flares ×

Meu namoro (durmo e acordo) com o óleo de côco começou dois anos atrás. Na época em todos lugares se falava de suas cápsulas emagrecedoras. Comprei e tomei por uns três meses e nada aconteceu. Depois li que usá-lo puro era mais efetivo. Como morava junto com meu namorado e ele odiava côco, não ousei comprar. Passou um ano e notícias sobre os zilhares de benefícios do óleo continuaram a aparecer para mim até chegar o dia que resolvi comprá-lo e experimentar.

Eu estava com candidíase crônica e fiz a dieta da Sônia Hirsch, escritora de alimentação funcional. Ela me contou um pouco mais sobre os diversos benefícios do óleo para o organismo:

1ff276cd6bd5ed674a3235981fa651fc

Li que quando combinamos dois óleos vira um sérum poderosíssimo. O de côco com melaleuca (tea tree) vira um master serum anti-manchas, vermelhidões e acne.

Comê-lo ajuda a perder peso, aumentar a imunidade, controlar a diabete, acelerar o metabolismo, reduzir problemas de tireóide, combater infecções por protozoários, bactérias, vírus e fungos (inclusive giárdia, hepatite C, herpes, candidíase e a gripe da vez). Estimula a digestão e a absorção de nutrientes, nutre a pele e os cabelos, evita rugas, reduz o colesterol e os riscos de doenças cardíacas, câncer e obesidade. É antiinflamatório, beneficia os intestinos e triplica a energia física com menos calorias que as gorduras convencionais.

Mas a gordura do coco não é saturada?, perguntarão os mais atentos. É. Só que, ao contrário da gordurada saturada das carnes, por exemplo, a do coco se compõe de ácidos graxos de cadeia média, considerados benéficos porque não são armazenados nas células, vão direto para o fígado virar energia. Além disso, gordura de coco não contém ácidos graxos trans, muito comuns em óleos vegetais, que aumentam o mau colesterol, e é rico em ácido láurico, elemento antimicrobiano que o leite materno produz para assegurar a imunidade do bebê às infecções. Daí que já existem dietas de emagrecimento e cura à base de coco. O que é ótimo, também, porque parasitas intestinais detestam coco.”

Assim, faz um ano e meio que tomo 1 colher de sopa de óleo de côco extravirgem em jejum de manhã. Uns tempos atrás, estava com a pele muito sensível porque volta e meia tenho urticária, aí alguém me sugeriu a passar óleos naturais na pele. Apostei no Nuxe até que acabou meu vidrinho e em uma emergência resolvi usar o óleo de côco para hidratar. Adorei o resultado. Fui atrás de informações e, tcharaaaam… seus benefícios como hidratante são tão bons que comecei a passar também no rosto antes de dormir (substituí meus cremes anti-rugas pelo óleo poderoso).

Já estava em um namoro super sério com óleo até que, na semana passada, uma moça que conheci me passou mais uma receita, máscara para o cabelo:

61f37ea7ec62e153e38b401c593710ef

No blog “The Beetique” ela faz o passo-a-passo, clique aqui.

– Antes de dormir você passa o óleo nas pontas do cabelo seco. Se tiver queda, massageie bem o couro cabeludo. Depois que passar penteie o cabelo todo para garantir que todos os fios estejam “embalsamados” pelo óleo. Prenda o cabelo e use uma touca ou coloque uma toalha no travesseiro. No dia seguinte lave o cabelo e veja o resultado.

Foi I-NA-CRE-DI-TÁ-VEL! Nenhuma hidratação, Kerastase, Marrocan Oil, Máscaras… nada fez meu cabelo brilhar como esta noite com o óleo de côco. É realmente impressionante o resultado. Agora, durmo com o óleo uma vez por semana.

Este é meu review: o óleo de côco é um casamento para a vida toda… vale MUITO a pena investir R$44,00 no meio litro dele.

 

0 Flares Facebook 0 Email -- Filament.io Made with Flare More Info'> 0 Flares ×

3 thoughts on “Namoro com óleo de côco

  1. Pingback: Helena, o que você fez para emagrecer? | O Mundo é das Bem-Amadas

  2. Pingback: Natureza em vidrinhos | O Mundo é das Bem-Amadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>