Antenona: sem lógica (linear)

0 Flares Filament.io Made with Flare More Info'> 0 Flares ×

{Trilha Sonora}

Sempre sofri agudamente por sentir demais. Fisicamente ainda tenho algum controle, mas o que não é físico, sempre me complicou mais. Terminei muitos relacionamentos sem uma razão concreta. Como sempre me relacionei com homens, a mente lógica e racional deles sempre exigiu de mim tentar desenvolver porquês lógicos, mas que lá no fundo, eu sabia que não tinham nada a ver. Que trabalheira!

Portanto, também me acostumei a ser sócia do tempo, porque só ele traz “as respostas lógicas” que eu nunca tenho no momento. Eu tenho o feeling, eu tenho a sensação, não vejo, não tenho clareza material, mas sinto! Por isso acho que acabei também desenvolvendo a escrita, porque, para eu conseguir “me explicar” ou “justificar” de coisas nada lógicas, sempre exigiu de mim muitas palavras. Desde criança foi assim.

Dizem os esotéricos de plantão sobre a nova terra, a nova energia e que logo o cenário será novo. Do fundo da minha alma eu acredito nisso, porque acredito que assim como eu, há milhares de criaturas que também sentem coisas demais. Percebem coisas demais, sem necessariamente enxergar espíritos ou coisas do “além”, mas que possuem essa antena e radar que possuo também.

829ea8d767422ed67e8b69372a93c51d

Na minha inconciência (e ignorância) por muito tempo achei que esta antenona captava somente tendências de moda, consumo e musicais. Levei décadas para perceber que eu percebia tudo muito mais profundamente do que a maioria das pessoas. Que eu enxergava situações, problemas, corpos e mentes com um outro olho que não só com os dois que estão em meu rosto.

As vezes meu jeito doce e meigo insistiu em relações amorosas e amizades, que a minha antena já tinha pedido para eu me afastar. Isso é muito importante dizer: o livre-arbítrio é o nosso maior poder. Mas agora que aprendi que é a antena, intuição e coração que estão sempre certos independente da lógica, o melhor a fazer é seguir os instintos. Já não me lembro mais de quem é a frase que diz algo como: busque fluir naturalmente e para fluir, perceba onde há menos resistência. Onde há menos resistência é onde está a nossa verdade.

Hoje em dia não suporto mais lugares cheios demais, noitadas e multidões barulhentas exatamente porque me tornei um pouquinho mais consciente de como funciona a minha antenona. Se não tenho escolha e “preciso estar entre multidões”, me fecho mentalmente o máximo que posso dentro de mim. Tento só respirar sem pensar e emanar energéticamente o que hea de melhor em mim. Oxi, já fui dos axés e das micaretas, correr atrás do trio, carnaval e balada. Simplesmente hoje olho e penso, na minha inconsciência, era o melhor que eu tinha a me oferecer. Hoje, eu sei que posso me sentir mais feliz e mais realizada de outras formas e em outros lugares

Se você como eu, tem este radar-feeling-antenona que sabe e percebe demais, que faz coisas sem lógica aparente alguma, o conselho que te dou é: vá a fundo nela! Aprenda a se conectar com ela. Aprenda a usá-la de forma construtiva para si mesmo. E geralmente, será no silêncio que descobrirá as coisas mais interessantes. Nas décadas que estão por vir, seremos mais e mais comuns. Canais de luz, de expressão e autoconhecimento. Viva a nova terra!

 

0 Flares Facebook 0 Email -- Filament.io Made with Flare More Info'> 0 Flares ×

2 thoughts on “Antenona: sem lógica (linear)

Deixe uma resposta para Helena Verhagen Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>