50% Eu, 50% Universo

0 Flares Filament.io Made with Flare More Info'> 0 Flares ×

{Trilha Sonora}

O título do texto é praticamente um mantra que falo todos os dias para qualquer pessoa. É impossível acharmos que controlamos a vida, as coisas. Lógico, podemos nos programar, marcamos compromissos, agendamos horários, nos planejamos para viajar. Mas quanto mais nos apegamos “a ordem dos acontecimentos” mais nos frustamos diante da vida.

06c2cbcf03a3e1356d6cfbe9f02f1c6d

Para a data de lançamento do livro, eu estava tranquila porque eu sabia que seria no dia, na hora e no lugar certos. Quando fechei com o brechó tudo, uma amiga astróloga veio em casa. Falei para ela: não consultei os astros porque sei que sou suportada pelo Universo. Aí para a minha surpresa, naquele dia, um mega alinhamento cósmico estava a meu favor. Era apenas uma confirmação… mas me baseei na minha dança com o cosmos. Segui meu coração porque ele está alinhado com todo o resto.

Pára e pensa: os melhores momentos das nossas vidas são aqueles que acontecem ao acaso. Alguma ação nossa nos faz estar presente em tal momento e espaço (melhor ainda quando levada pela nossa intuição – ao invés de um compromisso agendado há meses). E quando estamos lá, apenas presentes, “as coisas fora do nosso controle” acontecem… Mas diferente de quando algo é planejado, “as coisas fora do nosso controle” parecem acontecimentos mágicos. É daí que surge o sentimento de “destino”. A espontaneidade é divina, no sentido de que enche nossa alma de contentamento. Quanto mais fluida for nossas ações, mais encontros e acontecimentos cósmicos acontecem.

Só existem dois dias do ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã. Portanto, hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver. - Dalai Lama

Só existem dois dias do ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã. Portanto, hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver. – Dalai Lama

Já falei neste post sobre a palavra Serendipity, que é a minha favorita da língua inglesa e significa esses acontecimentos mágicos. Quanto mais largamos o controle da vida, diferente do que sempre nos foi ensinado, mais espaço se abre para agirmos de forma integral com o que é melhor para nós. As crianças e suas atitudes espontâneas são um ótimo exemplo para nós.

Durante muito tempo “me crucifiquei” por fazer coisas “sem querer”, dizer coisas “sem querer”… até que um dia, enxerguei este meu grande defeito como uma qualidade. Porque cada vez que eu tive uma atitude “sem querer”, algo maior – que não necessariamente eu entendo – estava se criando. Algo maior do que se eu tivesse pensado e elaborado para criar, não teria acontecido de forma tão perfeita. É a minha criança espontânea, meu lado genuíno agindo como “uma entidade fora do meu controle”.

Lendo o livro Grande Magia – vida criativa sem medo, da minha querida Elizabeth Gilbert, ela fala exatamente sobre o agir, criar, inventar sem ter o medo. O ponto é que sempre estamos buscando prever as consequências dos nossos atos (ou artes), sendo que o resultado não é o mais importante, mas sim o que estamos fazendo livremente é o que realmente é importante para nós. Se estamos agindo genuinamente, com o nosso coração, com o que faz a nossa alma sorrir, isto por si já se basta.  Um dia por vez. Um momento por vez. Uma criação (cabe aqui qualquer criação – cozinhar, arrumar a casa, trabalhar, brincar…) por vez.

A vida é uma dança cósmica. Uma gota em uma água parada, move toda água. Estamos o tempo todo cruzando pontes: uma pessoa nos leva a outra, uma experiência de vida nos leva a outra, um aprendizado nos leva a outro. Quando encaramos tudo assim, passageiro como de fato a vida é, nos abrimos para o que de fato é relevante e dá sentindo a nossa existência. Então aja! Mas lembre-se sempre que sua ação é somente 50%… ou outros 50% o Universo sempre se encarrega.

 

0 Flares Facebook 0 Email -- Filament.io Made with Flare More Info'> 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>