Para lavar a alma: Água!

0 Flares Filament.io Made with Flare More Info'> 0 Flares ×

{Trilha Sonora}

Tempos atrás escrevi um post  com algumas bruxarias que gosto e que me fazem bem. Outro dia estava dando algumas dicas dessas para umas desconhecidas (garçonetes de um restaurante) e me perguntei, por que não escrever sobre. Elas moram em uma cidade com diversas cachoeiras porém raramente frequentam porque trabalham muito e então me perguntaram como podiam aliviar “o peso do trabalho no dia-a-dia”.

Geralmente quando mais precisamos de um banho de mar ou de cachoeira, não temos um deles ao nosso lado para “lavar a alma”. Pessoas que trabalham em lugares fechados, ficam em contato com muitas pessoas ao longo do dia se sentem “sugadas”, ou mesmo, quando nós frequentamos lugares, como: velórios, shoppings cheios e eventos muvucados, sentimos nossa energia vital drenada. Dica:

– Observe-se! Se começar a sentir cansaço, sono, moleza, pensamentos confusos vá ao banheiro e coloque suas mão em baixo da torneira. Mãos e pés sevem para “entradas e saídas” de energia. Eu, particularmente, gosto de colocar mãos e pulsos embaixo da água. Muitas vezes (não sei por quê), depois de deixar um tempinho a água correr e me dar uma sensação de “ok! está feito”, pego as mãos molhadas e passo no pescoço e na testa.  É natural isso em mim, então se observem e deixem que seu corpo indique onde mais “precisa de água”.

d61921e32e55de8e480ab82b3c54f160

Assim que chego em um lugar que tem água, seja rio ou cachoeira, seja mar; (pode estar menos 10 graus), eu vou direto na água corrente e coloco meus pés. Podem notar, alguns minutinhos em água corrente diretamente vinda da natureza alivia qualquer coisa: dores no corpo, angústias, medos, excitação, … QUALQUER COISA!

No dia-a-dia, também é natural para mim beber muita água natural. Acredito que além de limpar meu corpo, me purifico muito (energéticamente falando). Claro que isto me faz fazer mais xixi do que a maioria das pessoas que conheço. Mas não reclamo porque acredito muito que esta água está harmonizando muitas coisas dentro e fora de mim.

72b114e4531dab7e33eeccb24edc5d60

Na cidade, o que pode também ajudar muito, é um bom banho. Respirar em baixo do chuveiro e se concentrar no som da água caindo é revigorante. Nas épocas que fiquei mais estressada e com insônia eu chegava a tomar uns três banhos por dia para vazar toda energia. Sabonetes e cheirinhos que gostamos também servem como aroma terapia. A lavanda é um santo remédio. Na Croácia me indicaram pingar algumas gotinhas no travesseiro porque é bom para dor de cabeça, mas depois descobri que é ótimo para um monte de coisas, entre elas para um bom sono (não é à toa que a linha “Hora de Dormir” para bebês da Johnson & Johnson é de lavanda).

Outra coisa também que notei que me faz bem é quando chego em algum lugar que tem fonte. Mesmo que artificiais como as que tem em parques, shoppings, spas, hotéis e etc. Sentar por uns instantes e ouvir o som da água de olhos fechados (e óculos escuros para ninguém estranhar), me revigora. Eu acredito que um dos motivos é porque em nossa memória está gravado o som que ouvíamos no útero de nossas mães. Os primeiros sons que ouvimos na vida chegavam até nós filtrados pelo líquido. Portanto o som da água deve ter alguma ligação com isso e nos traz aconchego e acolhimento.

Gente, a água é sagrada! Ela tem som (chuva, ondas, cachoeira), mata a nossa sede e ainda limpa o corpo e a alma!

 

0 Flares Facebook 0 Email -- Filament.io Made with Flare More Info'> 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>